A Associação de Futebol de Beja, reunida em Assembleia Geral, aprovou na passada quarta-feira, 8 de julho, a alteração do modelo da 1ª Divisão Distrital para a temporada 2021/22.

A prova vinha até ao momento a ser disputada num fase única com um máximo de 14 equipas, algo que nas últimas temporadas não tem acontecido, devido à recusa da subida de emblemas da 2ª Divisão Distrital e desistências.

Deste modo a partir da temporada de 2021-2022 o campeonato distrital da 1ª divisão com a participação de 12 equipas e será disputado em duas fases.

De acordo com o novo modelo competitivo aprovado, em 2021-2022 o campeonato distrital da 1ª divisão contará com doze equipas e será disputado em duas fases: a primeira fase joga-se numa única série, por pontos, a duas voltas. Depois, na segunda fase, disputada por pontos e também a duas voltas, as seis equipas melhores classificadas vão jogar a designada “Série de Subida” (com o primeiro classificado a ser campeão distrital e a subir aos nacionais) e as seis equipas piores classificadas vão jogar a designada “Série de Manutenção/ Descida”.

Além destas mudanças no “Distritalão”, o novo Regulamento de Provas Oficiais da AFBeja passa a permitir que as equipas possam fazer cinco substituições nos campeonatos da 1ª e 2ª divisão, sub-23 e Juniores.

Outra alteração tem que ver com as partidas do campeonato de Juvenis, que vão passar a ter a duração de 90 minutos, e do campeonato Iniciados, em que cada encontro terá um total de 80 minutos.
Por oposição, os clubes rejeitaram a proposta que apontava para o desempate através da marcação de pontapés da marca de grande penalidade logo após o término do tempo regulamentar de todas as partidas da Taça do Distrito de Beja e Supertaça, evitando o prolongamento.