Notícias

Federação Portuguesa de Futebol prepara limpeza no futebol não profissional

A semana que se inicia poderá ser decisiva para o futuro do futebol não profissional, em Portugal.

Uma bateria de reuniões poderá ajudar a clarificar os futuros quadros competitivos.

Um primeiro encontro juntará dirigentes federativos e do futebol distrital na tentativa de definir a questão da subida dos campeonatos distritais para o Campeonato de Portugal.

Outras sessões de trabalho procurarão decidir o modelo de subida para a 2.ª Liga.

A RTP sabe que a “malha” vai apertar no terceiro escalão do futebol nacional em três vertentes: critérios de acesso à competição, combate aos incumprimentos salariais e constituição dos plantéis com a salvaguarda do jogador português.

Os responsáveis federativos querem uma competição saudável com os clubes a terem condições de sustentabilidade.

A FPF irá assegurar que só participem na competição os clubes que têm meios para cumprir as obrigações contratuais que estabelecem com treinadores e jogadores, combatendo cenários de falso amadorismo.

Nesse sentido a federação irá exigir planos de actividades, contabilidade organizada e estimativas de receitas e despesas antes de cada época se iniciar.

Nos planos federativos está ainda a ideia de limitar a inscrição de jogadores não comunitários e um limite de jogadores inscritos (27) por plantel.

Para concretizar esta última proposta a RTP apurou que o número de jogadores formados localmente na ficha do jogo vai subir e passa de 13 em 18 enquanto a ideia do futebolista formado no clube dos 13 aos 21 passa dos 11 aos 19.

Uma outra medida que deverá ser implementada passará pela criação de incentivos a atribuir aos clubes que promovam práticas de “fair play” e não protagonizem casos de mau comportamento dos adeptos.

Clubes dos distritais escrevem carta

No último sábado todos os clubes que lideravam as respetivas séries dos campeonatos distritais, quando estes pararam, enviaram uma carta ao presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, e a toda a direção do organismo a pedirem a subida ao Campeonato de Portugal.

No documento, os emblemas em causa elogiam o empenho da FPF e das associações distritais e mostram-se disponíveis para colaborar na reformulação dos quadros competitivos.

Uma garantia parece certa o Campeonato de Portugal vai sofrer uma forte mudança já na próxima época.

Fonte: RTP

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: