O “DistritalBeja” viajou até à Aldeia de Fernandes, onde encontrou o jovem médio Jorge Belchior de 21 anos, que depois de duas temporadas com as cores da CC Aldeia dos Fernandes, rumou na presente temporada ao GD Messejanense onde se encontrava a fazer uma boa temporada onde contava com 15 golos apontados em 14 partidas disputadas.

DISTRITAL BEJA (DB) – Antes de mais agradecer por ter aceitado o convite. Fale-nos um pouco sobre o seu percurso no futebol.
JORGE BELCHIOR (JB) –  Antes de mais boa noite , agradecer ao DB Desporto por este convite.
Iniciei muito pequenino no desporto (futebol) quando tinha a tenra idade de 7 anos e alguns Meses (época 2006/2007) no Ourique Desportos Clube. Portanto a minha primeira época foi um pouco complicada porque era baixinho, fraquinho, e haviam jogadores 3 anos e alguns meses mais velhos que eu , mas isso não me fez desistir, e com as minhas passadas mesmo sendo mais novo após 4, 5 jogos consegui passar a jogar totalmente numa equipa liderado por Rui Lança, clube este que permaneci por 5 anos fazendo então os escalões de escolinhas e infantis , onde nesses momentos tive algumas captações nos 2 clubes da 2ª circular , inclusive um estágio em Albufeira no Liverpool FC, posteriormente a isto e indo várias passagens nos dois mencionados anteriores surgiu hipótese através de um olheiro Fernando Zeverino de me levar para o Portimonense SC com 13 anos de idade  onde consegui ser o melhor marcador de todos os escalões com 36 golos, sendo 20 dos mesmos de cabeça, um ano mais tarde agora eu iniciado de 2º ano , ingressei no Despertar sc, e na outra metade da Época no FC Castrense.
Ainda Júnior de 1º ano joguei pelos seniores do CD Almodôvar , onde permaneci uma época , posteriormente rumei para o mundo do futsal onde fui campeão com os meus colegas do Núcleo do Sporting de Almodôvar, na primeira época de ingressão neste desporto.
De seguida eu e mais 3 colegas tivemos uma passagem pelo Futsal Sporting Clube Ferreirense onde disputámos a taça nacional sub-20 Juniores, depois rumei à Aldeia dos Fernandes (minha terra natal) onde permaneci 2 épocas tendo feito 24 golos nas 2 temporadas, e depois surgiu o GD Messejanense na presente época, clube que atualmente represento.

(DB) – Que balanço faz da temporada 2019/20 até ao momento da sua interrupção devido ao COVID-19? Os objetivos da temporada estavam a ser atingidos, quer a nível de clube quer a nível pessoal?
(JB) – O balanço da temporada a nível coletivo não começou da melhor forma mas conseguimos reerguer se faltando apenas um jogo ganho para passarmos à 2ª fase da competição até que chegou esta maldita pandemia, a nível pessoal estou a fazer das minhas melhores épocas estando nos melhores marcadores da 2ª Divisão Distrital, o que agradeço a todos os meus companheiros de equipa pois sem eles nada disso seria possível.

(DB) – Como está a viver este momento de dificuldade?
(JB) –
Estou a viver como todos, infelizmente temos que estar em casa, orar e esperar que isto acalme pelo menos.

(DB) Na sua opinião qual a solução a aplicar neste momento a nível distrital para a ultrapassagem do momento a nível desportivo.
(JB) –
Pelo menos que se acabasse a competição de qualquer das formas quando isto tudo tiver mais calmo independentemente que até seja no próximo ano, fazer se 2 jogos por semana talvez.

(DB ) – Deixe uma mensagem a todos os seguidores do “DistritalBeja”
(JB) –
A todos os seguidores do DistritalBeja que fiquem em casa neste momento de grande dificuldade nacional e internacional, e tenham calma pois mais “dia menos dia” assim dizendo todo os nossos dias desportivos voltarão , cumprimentos a todos

Resposta Rápida
Clube: Sporting Clube Portugal
Jogador: Admiro o Cristiano Ronaldo internacionalmente, mas diria como jogador favorito e dos melhores que eu vi nos meus escalões, um grande colega meu no Portimonense, Jeremy Pereira
Momentos mais felizes: Tive muitos mas diria talvez quando fui campeão em futsal por ser o primeiro ano de futsal de todos os jogadores e termos conseguido aquele feito perante equipas que jogavam futsal desde tenra idade
Tive também um Momento mais infeliz que foi quando me lesionei no joelho e depois da minha recuperação ninguém ter acreditado em mim, fui muito abaixo mas depois veio o futsal onde como disse fui campeão, seleção distrital sub-17, e as presentes épocas desde que voltei para o futebol, dando viva à presente que também como disse estava a correr muito bem